Prouni 2016 encerramento das inscrições

O Programa Universidade para Todos, Prouni, encerrará suas inscrições hoje, dia 31 de maio, para as bolsas remanescentes para alunos que já estão matriculados em Instituição de Ensino Superior.

O cadastro para as vagas remanescentes deverá ser feito no Site do MEC e aproveite para tirar suas dúvidas em relação ao Prouni.

Os candidatos interessados poderão efetuar sua inscrição obedecendo aos critérios abaixo:

-Participantes do Exame Nacional do Ensino Médio, Enem, a partir da edição de 2010 e quem tirou notas acima de 450 nas provas objetivas e nota diferente de zero na redação;
-Professores da rede pública de ensino, no exercício da profissão.

Conforme as orientações do Prouni, os estudantes que se inscreverem deverão comparecer às instituições de ensino, que ofertam as bolsas nos dois dias subsequentes para comprovar as informações apresentadas no momento do cadastro.

O Prouni é um programa educacional criado em 2004 pelo Governo Federal, que oferta bolsas de estudo integrais ou parciais em instituições de ensino particulares a candidatos que estudaram o ensino médio na rede pública ou como bolsistas na particular.

Na edição de 2016/1, os estudantes puderam se inscrever entre os dias 19 e 22 de janeiro. A lista de convocados saiu no dia 25 seguinte. Nessa edição foram oferecidas 203.602 bolsas de estudos em 1.069 instituições de ensino particulares.

O candidato deverá realizar o Enem para ter direito a concorrer a bolsa de estudos, por isso prepare-se para o Enem 2016 acessando materiais de apoio on line, fazendo leitura de dicas de redação e resolvendo provas das edições anteriores do Enem, Exame Nacional do Ensino Médio.

Vagas remanescentes do ProUni 2016: Inscrições

Vagas remanescentes ProUni 2016 – O Programa Universidade para Todos (Prouni) vai abrir inscrições para vagas remanescentes do primeiro semestre de 2016 a partir de quarta-feira, 23 de março. Os interessados devem se inscrever pelo site do Prouni. O prazo irá até o dia 31 deste mês.

Vagas remanescentes ProUni 2016
O MEC não divulgou o total de bolsas remanescentes. Neste primeiro semestre foram ofertadas 203.602 bolsas de estudo em universidades particulares – uma queda de 4% em relação ao ano passado. No total, mais de 550 mil pessoas se inscreveram.

De acordo com o ministério, as bolsas remanescentes não terão efeito retroativo, ou seja, são válidas a partir da data de emissão do correspondente Termo de Concessão.

Vagas remanescentes ProUni 2016
Vagas remanescentes ProUni 2016
Podem participar estudantes egressos do ensino médio da rede pública; estudantes egressos da rede particular, na condição de bolsistas integrais da própria escola; estudantes com deficiência e professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Neste último caso, não é necessário comprovar renda.

É necessário ter participado do Enem 2015 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame. Não é permitido se inscrever caso a nota da redação tenha sido zero.

Os estudantes serão classificados de acordo com as notas obtidas no Enem – e selecionados para apenas uma das opções de curso em que se inscreveram, respeitando a ordem de preferência. Em caso de empate, será classificado aquele com maior nota, nesta ordem: em redação, linguagens, matemática, ciências da natureza e ciências humanas.
Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Lista de espera ProUni 2016

Lista de Espera ProUni 2016: Teve início nesta sexta-feira, dia 26 de fevereiro, o prazo para que os alunos não convocados nas duas chamadas do Programa Universidade para Todos (Prouni) 2016 manifestem interesse em entrar na lista de espera. Os interessados devem se inscrever pelo site do Prouni. O prazo encerra-se na próxima segunda-feira, dia 29 de fevereiro.

Pode participar da lista de espera, exclusivamente para o curso correspondente à primeira opção, o candidato que não foi selecionado nas chamadas regulares e os pré-selecionados na segunda opção de curso, reprovados por não formação de turma.

Lista de espera ProUni 2016
O resultado com os selecionados na lista de espera ProUni 2016 será disponibilizada pelo Ministério da Educação para as instituições de ensino superior no dia 03 de março, ficando a cargo das instituições efetuarem as convocações. Entre os dias 08 e 09 de março, os alunos contemplados deverão comparecer às respectivas instituições para apresentar a documentação para comprovação das informações prestadas na inscrição.

Lista de espera ProUni 2016
Lista de espera ProUni 2016
ProUni 2016 – Programa Universidade Para Todos
Na primeira edição do Programa Universidade Para Todos de 2016 (ProUni 2016), houve uma queda de 4% no número de bolsas em relação ao ano anterior, de acordo com o Ministério da Educação. No ProUni 2016 foram ofertadas 203.602 bolsas de estudo em universidades particulares. Nesta primeira edição de 2016, o número de inscritos e de inscrições no ProUni foi recorde: foram registrados 1.599.808 candidatos e 3.108.422 inscrições – cada estudante pôde fazer, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno dentre as bolsas disponíveis.

Esta edição do programa oferece 203.602 bolsas de estudos em 30.931 cursos de instituições particulares de educação superior. Concorrem a bolsas integrais os estudantes com renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Podem participar estudantes egressos do ensino médio da rede pública; estudantes egressos da rede particular, na condição de bolsistas integrais da própria escola; estudantes com deficiência e professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Neste último caso, não é necessário comprovar renda.

É necessário ter participado do Enem 2015 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame. Não é permitido se inscrever caso a nota da redação tenha sido zero.

Os estudantes serão classificados de acordo com as notas obtidas no Enem – e selecionados para apenas uma das opções de curso em que se inscreveram, respeitando a ordem de preferência. Em caso de empate, será classificado aquele com maior nota, nesta ordem: em redação, linguagens, matemática, ciências da natureza e ciências humanas. Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Inscrições ProUni 2016

Inscrições ProUni 2016: Os estudantes que fizeram as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), edição 2015, já podem ficar de olho na próxima etapa. O Ministério da Educação (MEC) divulgou as datas em que serão abertas as inscrições para interessados em bolsas do Programa Universidade para Todos (Prouni) ou em contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os prazos estão descritos abaixo. As inscrições para o ProUni 2016 serão realizadas diretamente no site do ProUni.

Inscrições ProUni 2016
PROUNI: 19 a 22 de janeiro de 2016

FIES: 26 a 29 de janeiro de 2016

Lista de espera ProUni 2016
Lista de espera ProUni 2016
Entenda: Sisu x Prouni x Fies
As três siglas representam iniciativas do governo federal na gestão do ensino superior. O Sisu é a sigla para Sistema de Seleção Unificada. Através do Sisu, instituições públicas – sem cobrança de mensalidade – selecionam alunos tendo como critério a nota do candidato no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

O Prouni concede bolsas de estudos integrais ou parciais em universidades privadas. O foco são estudantes que saíram de escolas públicas e têm baixa renda.

Já Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) oferece contratos de financiamentos. Para se inscrever, no Fies é preciso ter feito o Enem a partir de 2010, com nota final de pelo menos 450 pontos, e ter renda familiar mensal bruta per capita de até 2,5 salários mínimos.

Lei de Cotas
Metade das vagas em ensino superior bancadas pelo governo já atendem a lei de cotas de acordo com o Ministério da Educação. A primeira edição em 2016 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) terá pouco mais de 50% das vagas em universidades públicas reservadas seguindo critérios da Lei de Cotas (42,9% do total) e ações afirmativas próprias de cada universidade (7,4%).

Percentual parecido é verificado no Prouni e Fies. Hoje, mais da metada, aproximadamente 51% das bolsas do Prouni e do Fies são para negros.