Inscrições ProUni 2016

Inscrições ProUni 2016: Os estudantes que fizeram as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), edição 2015, já podem ficar de olho na próxima etapa. O Ministério da Educação (MEC) divulgou as datas em que serão abertas as inscrições para interessados em bolsas do Programa Universidade para Todos (Prouni) ou em contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os prazos estão descritos abaixo. As inscrições para o ProUni 2016 serão realizadas diretamente no site do ProUni.

Inscrições ProUni 2016
PROUNI: 19 a 22 de janeiro de 2016

FIES: 26 a 29 de janeiro de 2016

Lista de espera ProUni 2016
Lista de espera ProUni 2016
Entenda: Sisu x Prouni x Fies
As três siglas representam iniciativas do governo federal na gestão do ensino superior. O Sisu é a sigla para Sistema de Seleção Unificada. Através do Sisu, instituições públicas – sem cobrança de mensalidade – selecionam alunos tendo como critério a nota do candidato no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

O Prouni concede bolsas de estudos integrais ou parciais em universidades privadas. O foco são estudantes que saíram de escolas públicas e têm baixa renda.

Já Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) oferece contratos de financiamentos. Para se inscrever, no Fies é preciso ter feito o Enem a partir de 2010, com nota final de pelo menos 450 pontos, e ter renda familiar mensal bruta per capita de até 2,5 salários mínimos.

Lei de Cotas
Metade das vagas em ensino superior bancadas pelo governo já atendem a lei de cotas de acordo com o Ministério da Educação. A primeira edição em 2016 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) terá pouco mais de 50% das vagas em universidades públicas reservadas seguindo critérios da Lei de Cotas (42,9% do total) e ações afirmativas próprias de cada universidade (7,4%).

Percentual parecido é verificado no Prouni e Fies. Hoje, mais da metada, aproximadamente 51% das bolsas do Prouni e do Fies são para negros.

ProUni 2015 Segundo Semestre

Programa Universidade Para Todos – ProUni 2015 Segundo Semestre. O ProUni 2015 é um programa do Ministério da Educação que oferta bolsas integrais e parciais aos estudantes que queiram ingressar em instituições privadas de nível superior, não só para cursos superiores mas também cursos de formação específica. Para concorrer a uma das bolsas, seja ela parcial ou integral, o estudante interessado precisa fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano anterior e ter obtido um bom rendimento. Além disso, o candidato não pode zerar a redação do Enem.

Se não houve alterações para a edição do ProUni 2015 do Segundo Semestre, pode se inscrever às bolsas o candidato que atenda a uma das condições a seguir:

– seja professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, para os cursos com grau de licenciatura destinados à formação do magistério da educação básica; ou

– tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem, a partir da edição de 2010, e obtido, em uma mesma edição do referido exame, média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve ter renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais de 50%, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa. Além disso, o candidato deve satisfazer a pelo menos um dos requisitos abaixo:

– ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em escola da rede particular na condição de bolsista integral da própria escola;

– ser pessoa com deficiência; ou

– ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

Quanto às inscrições do Prouni 2015 do segundo semestre, estas são feitas no início do segundo semestre diretamente no site do ProUni. Neste link é possível ainda encontrar informações importantes sobre o ProUni. Há ainda o manual dos bolsistas que devem ser consultados pelo candidato que é muito importante para entender o programa.

Este manual do bolsista do ProUni é também fundamental para quem foi selecionado e tem diversas informações como: atribuições da coordenação, sobre a bolsa de estudos, prazo de validade da bolsa, bolsa remanescente, cobrança de taxas, estudante inadimplente, bolsista parcial, acumulação de bolsas, bolsa de iniciação científica, transferência, aproveitamento curricular, trancamento de matrícula e suspensão de bolsa, encerramento de bolsa, bolsa permanência, aproveitamento acadêmico entre outras informações.

Se você ainda não fez a sua inscrição, não perca a chance e fique atento ao PROUNI 2015 do Segundo Semestre, período de inscrição, sobre os demais detalhes que precisam ser tomados em consideração e que você encontra aqui no site www.prouni.pro.br.

Pronatec 2015: atrasos podem prejudicar a formação de alunos

O segundo adiamento para o começo das aulas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) deixa alunos e professores com incertezas em relação à continuidade da formação. Em março, o início estava previsto para 7 de maio, data que foi adiada para 17 de junho e agora passou para 27 de julho, diante da alegação do Ministério da Educação (MEC) de problemas no orçamento.

Com adiamento em quase três meses em relação ao primeiro prazo anunciado, os professores das instituições queixam-se da quebra no processo pedagógico. Os repasses às instituições que executam os cursos do Pronatec estão atrasados desde o início do ano, conforme reconhece o próprio MEC. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, há ainda parcelas de repasses de janeiro pendentes. O adiamento do início das aulas também está relacionado à falta de recursos. O ministério informou que a “alteração de cronograma se justifica pelos procedimentos decorrentes da aprovação do orçamento federal”. Argumentou ainda que a mudança atende ao pedido de várias instituições de ensino e que “o calendário foi ajustado de maneira a compatibilizá-lo com o calendário acadêmico das instituições”.

O adiamento do início das aulas não deve afetar somente a rotina das turmas ingressantes no Pronatec, mas preocupa também quem já é veterano. Alguns alunos temem não conseguir concluir o curso. Muitos professores, mesmo sem receber desde o ano passado, continuaram a lecionar, mas a situação ficou insustentável, uma vez que não havia nenhuma informação sobre quando a verba seria repassada.

Novo calendário Pronatec 2015
Inscrições dos candidatos: de 22 de junho a 26 de junho
Resultado da 1ª Chamada: 30 de junho
Matrícula dos Selecionados em 1ª Chamada: de 1 de julho a 3 de julho
Resultado da 2ª Chamada: 7 de julho
Matrícula dos Selecionados em 2ª Chamada: de 8 de julho a 10 de julho
Inscrições online para vagas remanescentes: de 13 de julho a 26 de julho
Início das Aulas: 27 de julho

ProUni 2015 abre inscrições para vagas remanescentes

Estão abertas as inscrições para preenchimento das vagas remanescentes do Programa Universidade para Todos (ProUni) de 2015. O prazo teve início nesta segunda-feira, dia 23 de março. Os estudantes que não estejam matriculados na instituição em que deseja se inscrever poderão participar até 31 de março. No caso de o estudante que já está matriculado, esse prazo se estenderá até 31 de maio.

Inscreva-se nas vagas remanescentes do ProUni 2015

Pode se inscrever às bolsas remanescentes do ProUni o candidato que atenda a uma das condições a seguir:

– Seja professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, para os cursos com grau de licenciatura destinados à formação do magistério da educação básica; ou

– Tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem, a partir da edição de 2010, e obtido, em uma mesma edição do referido exame, média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve ter renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais de 50%, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa. Veja outras condições no site do ProUni.

Transferência interna
Uma portaria publicada na edição desta segunda-feira do Diário Oficial da União (DOU) define que, a partir de agora, o estudante que tiver uma bolsa de estudos do ProUni poderá se inscrever a uma vaga remanescente do programa em outro curso de área afim dentro da própria faculdade. A transferência solicitada pelo estudante poderá ser feita pela instituição. Veja mais informações.

Além disso, o documento também dispõe sobre a apresentação de informações e documentos falsos. O estudante que se enquadrar nessa situação será reprovado pelo coordenador do ProUni e excluído definitivamente do processo seletivo, além de estar sujeito às penalidades da lei.

Aluno do Prouni poderá disputar vaga em outro curso dentro da faculdade

A partir de agora, estudante que tiver uma bolsa de estudos do Programa Universidade para Todos (Prouni) poderá se inscrever a uma vaga remanescente do programa em outro curso dentro da própria faculdade. A transferência solicitada pelo estudante poderá ser feita pela instituição.

A novidade foi publicada em portaria do Ministério da Educação nesta segunda-feira (23) no “Diário Oficial da União” (leia a portaria).

Outra alteração é sobre a apresentação de informações e documentos falsos. Nestes casos, implicará a reprovação do estudante pelo coordenador do Prouni e sua exclusão definitiva do processo seletivo. As novas regras entram em vigor a partir desta segunda-feira.