Prouni Consulta de vagas

Prouni Consulta de vagas referentes ao Programa Universidade para Todos; que nesta edição terá mais de 247.000 vagas para o primeiro semestre de 2018.

Prouni 2018 Consulta de vagas

As vagas estão disponíveis no site do Mec, devidamente separadas por Instituição; estado; cursos e modalidades de Bolsas integrais ou parciais.

Acesse algumas Instituições e vagas

Prouni 2018: Inscrições

As inscrições serão a partir de 6 de fevereiro para os estudantes que queiram concorrer a uma bolsa integral ou parcial do Programa Universidade para Todos. Elas estarão disponíveis no site do MEC.

Para efetuar a inscrição no Prouni do primeiro semestre de 2018, o candidato deve informar o número de inscrição no Enem 2017 e a senha mais atual cadastrada no Enem.

Veja como recuperar a senha do Enem

Notas de Corte Prouni

As notas de corte serão atualizadas diariamente pelo Sistema do Prouni para que o candidato analise suas chances.

Veja a média de notas de corte de outras edições

Veja os cursos mais procurados no Prouni de outras edições

Bolsas Integrais e Parciais

Do total de vagas, 113.863 são integrais, das quais 37.604 são para cursos na modalidade educação a distância. Já o número de bolsas parciais é de 129.124. As bolsas integrais se destinam aos candidatos que possuam renda per capita mensal de até 1,5 salário mínimo, enquanto que as parciais para aqueles com renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Prouni 2018: Cronograma

A consulta da primeira chamada está prevista para 12 de fevereiro, e entre os dias 15 e 23 do mesmo mês os candidatos selecionados deverão fazer a matrícula.

O resultado da segunda chamada, por outro lado, deve ser divulgado em 2 de março, e o período de comprovação de informações para matrícula será de 2 a 9 de março.

Lista de Espera Prouni 2018

Já o prazo de inscrição na lista de espera, para quem não foi selecionado nas duas primeiras etapas será de 16 a 19 de março.

Prouni: Quem pode participar?

Prouni: Quem pode participar do Programa Universidade para Todos; que oferece bolsas integrais e parciais em universidades, centros universitários e faculdades de iniciativa privada.

Prouni: Quem pode participar?

-Estudantes egressos do ensino médio da rede pública ou da rede particular na condição de bolsistas integrais da própria escola.

– Estudantes com deficiência.

– Professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica; integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

O que é o Prouni?

É um programa do Ministério da Educação, criado pelo Governo Federal em 2004, que oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de educação superior; em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

Critérios para Desempate Prouni 

De acordo com informações do MEC, estão abaixo os critério para desempate para concessão de bolsas do Prouni:

No caso de notas idênticas na média aritmética do Enem; o desempate entre os candidatos será determinado de acordo com a seguinte ordem de critérios:

I – maior nota na prova de redação;

II – maior nota na prova de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias;

III – maior nota na prova de Matemática e suas Tecnologias;

IV – maior nota na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias;

V – maior nota na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Bolsas Integrais e Parciais

O Prouni concede bolsas integrais e parciais, conforme descrição abaixo:

As bolsas integrais se destinam aos candidatos cuja renda familiar bruta mensal per capita não exceda R$ 1,5 salário mínimo.

As parciais são voltadas aos estudantes com renda familiar bruta mensal per capita inferior a três salários mínimos. Poderão ser requeridas até duas opções de instituição, local de oferta, curso, turno e tipo de bolsa pretendida.

Prouni: Cursos mais procurados

Prouni: Cursos mais procurados no sistema que oferece bolsas integrais e parciais em faculdades de iniciativa particular de ensino.

Prouni: Cursos mais procurados

Abaixo os cursos mais procurados nas últimas edições referentes ao Programa Universidade para Todos:

Cursos                     Inscrições

1-Direito                             268.864

2-Administração               268.041

3-Pedagogia                       180.020

4-Enfermagem                  165.578

5-Educação Física            160.052

6-Psicologia                       130.372

7-Ciências Contábeis       126.444

8-Fisioterapia                    106.288

9-Engenharia Civil           106.202

10-Serviço Social                83.525

Prouni: Critérios para Desempate 

De acordo com informações do MEC, estão abaixo os critério para desempate para concessão de bolsas do Prouni:

No caso de notas idênticas na média aritmética do Enem; o desempate entre os candidatos será determinado de acordo com a seguinte ordem de critérios:

I – maior nota na prova de redação;

II – maior nota na prova de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias;

III – maior nota na prova de Matemática e suas Tecnologias;

IV – maior nota na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias;

V – maior nota na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Prouni: Bolsas Integrais e Parciais

O Prouni concede bolsas integrais e parciais, conforme descrição abaixo:

As bolsas integrais se destinam aos candidatos cuja renda familiar bruta mensal per capita não exceda R$ 1,5 salário mínimo.

As parciais são voltadas aos estudantes com renda familiar bruta mensal per capita inferior a três salários mínimos. Poderão ser requeridas até duas opções de instituição, local de oferta, curso, turno e tipo de bolsa pretendida.

Prouni: Requisitos para a seleção

Os requisitos para requerer as bolsas do Prouni são:

-Ser brasileiro não portador de diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2017 e não tenham zerado a prova.

-Ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral;

-Possuir alguma deficiência;

-Ser professor da rede pública de ensino.

Prouni: Notas de Corte

Prouni: Notas de Corte para o Programa Universidade para Todos, que utiliza as notas do Enem para seleção de bolsistas.

Prouni: Notas de Corte

Notas EnemCursos
800 a 850Medicina e Direito
751 a 799Psicologia, Engenharias (Civil, Elétrica, Química, Aeronáutica, Computação, Mecânica e Automação).
700 a 750Administração, Odontologia, Enfermagem, Arquitetura, Ciências Contábeis, Nutrição e Comunicação
651 a 699Farmácia, Fisioterapia, Recursos Humanos, Sistemas de Web, Secretariado, Webdesign e Segurança.
600 a 651Oceanografia, Veterinária, Letras, Petróleo e Gás, Podologia e Produção Agrícola
600Saneamento, Licenciaturas e Tecnólogos

 

Prouni: Critérios para Desempate 

De acordo com informações do MEC, estão abaixo os critério para desempate para concessão de bolsas do Prouni:

No caso de notas idênticas na média aritmética do Enem; o desempate entre os candidatos será determinado de acordo com a seguinte ordem de critérios:

I – maior nota na prova de redação;

II – maior nota na prova de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias;

III – maior nota na prova de Matemática e suas Tecnologias;

IV – maior nota na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias;

V – maior nota na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Prouni: Bolsas Integrais e Parciais

O Prouni concede bolsas integrais e parciais, conforme descrição abaixo:

As bolsas integrais se destinam aos candidatos cuja renda familiar bruta mensal per capita não exceda R$ 1,5 salário mínimo.

As parciais são voltadas aos estudantes com renda familiar bruta mensal per capita inferior a três salários mínimos. Poderão ser requeridas até duas opções de instituição, local de oferta, curso, turno e tipo de bolsa pretendida.

Prouni: Requisitos para a seleção

Os requisitos para requerer as bolsas do Prouni são:

-Ser brasileiro não portador de diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2017 e não tenham zerado a prova.

-Ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral;

-Possuir alguma deficiência;

-Ser professor da rede pública.

Prouni: Professores poderão ter acesso às bolsas do programa

Prouni: Professores poderão ter acesso às bolsas do programa, pois de acordo com informações do Ministério da Educação, os profissionais que já tenham concluído o ensino superior serão beneficiados com bolsas do Programa Universidade para Todos para fazer novos cursos de graduação em licenciatura.

Eles também não precisarão comprovar renda. Até então, a bolsa do Prouni era destinada somente para candidatos que ainda não tinham formação universitária; e possuíam renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. A medida faz parte da Política Nacional de Formação de Professores anunciada nesta quarta-feira, 18 de outubro.

Prouni Vagas ociosas

O objetivo do governo é tentar diminuir o índice de bolsas que não são preenchidas. Segundo a secretária do MEC, Maria Helena Guimarães de Castro, 36% das vagas de licenciatura do Prouni estão ociosas.

A secretária Maria Helena lembrou ainda que pesquisas indicam que a qualidade do professor é o fator que mais influencia na melhoria do aprendizado dos alunos, independente das desigualdades. “É a qualidade do professor que vai ajudar a melhorar a qualidade da educação.” Ela apresentou dados do censo que apontam que dos 2,1 milhões de professores que atuam na educação básica, só 1,6 milhão possui formação superior.

Residência pedagógica 2018

O MEC também afirmou que oferecerá 80 mil vagas para o Programa de Residência Pedagógica em 2018, anunciado pelo ministro Mendonça Filho em pronunciamento em rede nacional no domingo.

A residência é uma reformulação do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) já existente. Ele vai atender alunos de licenciatura a partir do terceiro ano de graduação.

Ensino à distância

Também faz parte da Política Nacional de Formação de Professores do governo federal a abertura de 250 mil vagas da programa Universidade Aberta do Brasil, que oferece ensino à distância. De acordo com o MEC, 75% das vagas será oferecida para formação de professores.

Inscrições ProUni 2017

Inscrições ProUni 2017: As inscrições no processo seletivo para bolsas de estudo na primeira edição de 2017 do Programa Universidade para Todos (Prouni) serão abertas em janeiro de 2017. O prazo ainda não foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), mas normalmente ocorre na segunda quinzena de janeiro. A consulta das bolsas e as inscrições devem ser feitas pelo site http://siteprouni.mec.gov.br/.

Vagas no ProUni 2016

Na primeira edição do ProUni 2016 foram ofertadas 203.602 bolsas, segundo dados do Ministério da Educação (MEC). O total de vagas sofreu uma queda de 4%: em 2015 foram colocadas 213.113 bolsas no sistema. Já número de cursos subiu de 30.549 para 30.931.

ProUni

O Prouni oferece bolsas parciais ou integrais em universidades privadas para estudantes de baixa renda. Elas são bancadas pelo governo por meio de renúncia fiscal de tributos que deveriam ser pagos pelas universidades.

Inscrições ProUni 2017
Inscrições ProUni 2017

Cronograma e inscrições ProUni 2017

O resultado da seleção do Prouni será divulgado no final do mês de janeiro, e a expectativa é de que na semana seguinte os candidatos já façam a comprovação dos documentos, referente aos aprovados em primeira chamada.

A segunda chamada é divulgada normalmente quinze dias depois da primeira, e cerca de três semanas após divulgação da primeira chamada os candidatos podem participar da lista de espera.

Para se inscrever é necessário ter participado do Enem 2016 e ter obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame. É preciso, ainda, ter obtido nota na redação que não seja zero.

Condições de participação no Prouni

Podem participar estudantes egressos do ensino médio da rede pública; estudantes egressos da rede particular, na condição de bolsistas integrais da própria escola; estudantes com deficiência e professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Neste último caso, não é necessário comprovar renda.

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Entenda: Sisu x Prouni x Fies

As três siglas representam iniciativas do governo federal na gestão do ensino superior. O Sisu é a sigla para Sistema de Seleção Unificada. Através do Sisu, instituições públicas – sem cobrança de mensalidade – selecionam alunos tendo como critério a nota do candidato no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

O Prouni concede bolsas de estudos integrais ou parciais em universidades privadas. O foco são estudantes que saíram de escolas públicas e têm baixa renda.

Já Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) oferece contratos de financiamentos. Para se inscrever, no Fies é precisto ter feito o Enem a partir de 2010, com nota final de pelo menos 450 pontos, e ter renda familiar mensal bruta per capita de até 2,5 salários mínimos.