Como se inscrever para o Prouni 2020?

O Prouni, Programa Universidade para Todos, abrirá, em breve, as inscrições para a edição de 2020, em milhares de Instituições Particulares; distribuídas nas diversas regiões brasileiras.

Como se inscrever para o Prouni 2020?

O candidato interessado deverá acessar o sistema do Prouni, e preencher os dados relativo à inscrição.

Para efetuar a inscrição, o candidato deve informar o número de inscrição do Enem 2019 e a senha mais atual cadastrada no referido Exame.

Quem poderá se inscrever?

Podem se inscrever candidatos brasileiros que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019.

Requisitos para Participar do Programa

Além de fazer o Enem 2019, o candidato deve:

  • Ter cursado o ensino médio completo em escola pública, ou em instituição privada como bolsista integral;
  • Possuir alguma deficiência; ser professor da rede pública;
  • Estar enquadrado no perfil de renda exigido pelo programa.

Modalidades de Bolsas oferecidas

O ProUni oferece bolsas de estudo integrais (100%) e parciais (50%) em cursos de graduação de instituições privadas de ensino superior.

  • As bolsas integrais são destinadas aos estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo.
  • As bolsas parciais contemplaram os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Na primeira edição do Prouni 2019, foram oferecidas 244.186; sendo 116.934 integrais e 127.252 parciais.

  • O Estado de São Paulo lidera o oferecimento de bolsas que totalizam 59.240 bolsas, sendo 34.752 parciais e 24.488 integrais.
  • O Estado de Minas Gerais está em segundo lugar com oferecimento de 23.142 bolsas, sendo 11.010 integrais e 12.132 parciais.
  • O estado do Paraná está em terceiro lugar com oferecimento de 18.847 bolsas, sendo 8.668 integrais e 10.179  parciais.

Prouni 2020: Prazo para adesão das Instituições está disponível

O prazo referente à adesão das Instituições ao Prouni 2020 foi divulgado  pelo Ministério da Educação hoje, dia 6 de novembro de 2019, pelo Edital nº 66.

Prouni 2020: Adesão das Instituições de Ensino

Abaixo os prazos para que as Instituições de Ensino possam aderir ao Programa Universidade para Todos:

  • Manifestação de Interesse: As instituições terão do dia do dia 7 de novembro de 2019 até as 23 horas e 59 minutos do dia 14 de novembro de 2019.
  • Período para adesão: o prazo será do dia 7 de novembro de 2019 até as 23 horas e 59 minutos do dia 25 de novembro de 2019.
  • Período para emissão de termos de aditivos ao processo seletivo do Prouni 1º semestre de 2020: o prazo será do dia 7 de novembro de 2019 até as 23 horas e 59 minutos do dia 25 de novembro de 2019.
  • Período para retificação dos termos aditivos ao Prouni: será do dia 2 de dezembro de 2019 até as 23 horas e 59 minutos do dia 6 de dezembro de 2019.

Documentos para adesão

Para fins de adesão ao Prouni, a certidão regularidade fiscal expedida conjuntamente pela Secretaria da Receita Federal do Brasil – SRFB; e pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional – PGFN, referente a todos os tributos federais e à Dívida Ativa da União.

Prouni

O Programa Universidade para Todos – Prouni tem como finalidade a concessão de bolsas de estudo integrais e parciais; em cursos de graduação e sequenciais, de formação específica, em instituições de ensino superior privadas.

Quem pode participar?

O Prouni, Programa Universidade para Todos é dirigido aos estudantes egressos do ensino médio da rede pública; ou da rede particular na condição de bolsistas integrais; com renda familiar per capita máxima de três salários mínimos.

O Programa conta com um sistema de seleção informatizado e impessoal, que confere transparência e segurança ao processo.

Como é feita a seleção de Candidatos?

Os candidatos são selecionados pelas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio – Enem conjugando-se; desse modo, inclusão à qualidade e mérito dos estudantes com melhores desempenhos acadêmicos.

Prouni 2019/2: MEC divulga resultado da lista de espera

O Ministério da Educação divulgou o resultado da lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni). A lista já está disponível para consulta pelas instituições de ensino superior privadas participantes do programa. As inscrições do Prouni 2019/2 foram realizadas de 11 a 14 de junho de 2019.

Todos os candidatos que estão na lista deverão ir às instituições apresentar a documentação de comprovação das informações prestadas na inscrição.

A lista de espera do Prouni estará à disposição das instituições com a classificação dos estudantes por curso e turno, segundo as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018.

O prazo para que os candidatos que integram a lista compareçam às faculdades onde concorrem a uma vaga começa amanhã (19) e vai 22 de julho. A lista com a documentação necessária está disponível na página do ProUni.

A lista de espera será, então, usada pelas próprias instituições para preencher as bolsas de estudos que não foram ocupadas nas duas chamadas regulares do programa.

ProUni 2019/2

Ao todo, serão ofertadas para o segundo semestre deste ano 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais, de 100% do valor da mensalidade, e 101.139 parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

O ProUni é voltado para candidatos que não tenham diploma de curso superior e que participaram do Enem 2018.

Os estudantes devem ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsistas integrais. É preciso ainda ter obtido nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas nas provas do Enem.

Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

Prouni 2019.2 está com a consulta de bolsas disponível, veja como fazer a inscrição

O Prouni 2019.2 está com a consulta de bolsas disponível, cujas inscrições serão realizadas de 11 a 14 de junho de 2019, no site do Prouni.

Confira o calendário do Prouni 2019.2

Consulta de bolsas Prouni 2019.2

A consulta de bolsas poder ser realizada por município, Instituição e por curso de graduação e está disponível no site do MEC.

Como fazer a inscrição para o Prouni 2019-2?

O candidato deverá acessar o site do Prouni e informar:

  • Seu número de inscrição do Enem 2018 e a senha mais atual cadastrada no referido Exame;
  • Endereço de e-mail e número de telefone válidos, aos quais o Ministério da Educação poderá, a seu critério; enviar comunicados periódicos referentes aos prazos e resultados do processo seletivo do Prouni, e demais informações julgadas pertinentes;
  • Dados cadastrais próprios e referentes ao grupo familiar;
  • A ordem de preferência, com até 2 (duas) opções de instituição; local de oferta; curso; turno; tipo de bolsa e modalidade de concorrência dentre as disponíveis conforme sua renda familiar bruta mensal per capita e a adequação aos critérios referidos nos artigos da Portaria Normativa MEC nº1, de 2015.

Quem Poderá se inscrever no Prouni?

Somente poderá se inscrever no processo seletivo do Prouni o candidato brasileiro não portador de diploma de curso superior; que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem referente à edição de 2018; e que atenda a pelo menos uma das condições a seguir:

  • Tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;
  • Tenha cursado o ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;
  • Tenha cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;
  • Seja pessoa com deficiência;
  • Seja professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, conforme disposto no art. 3ºdo Decreto nº5.493, de 18 de julho de 2005.

Resultado Prouni 2019-2

Os resultados com a lista dos candidatos pré-selecionados, nos termos do art. 12 da Portaria Normativa MEC nº1, de 2015, estarão disponíveis na página do Prouni na internet, no endereço eletrônico http://siteprouni.mec.gov.br, nas seguintes datas:

  • Primeira chamada: 18 de junho de 2019.
  • Segunda chamada: 2 de julho de 2019.

Nota Mínima para participar do Prouni

De acordo com o MEC, a nota mínima para participar no ProUni é de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem.

O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas do exame e, depois, dividindo por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Comprovação das Informações

O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva IES para comprovação das informações prestadas em sua inscrição e eventual participação em processo seletivo próprio da instituição, quando for o caso, nas seguintes datas:

  • Primeira chamada: de 18 a 25 de junho de 2019.
  • Segunda chamada: de 2 a 8 de julho de 2019.

Lista de Espera Prouni 2019-2

Para participar da lista de espera do Prouni, o candidato deverá manifestar seu interesse por meio da página do Prouni na internet; no endereço eletrônico http://siteprouni.mec.gov.br, no período de 15 a 16 de julho de 2019.

Resultado Lista de Espera

O resultado da lista de espera estará disponível no Sisprouni para consulta pelas IES no dia 18 de julho de 2019.

Os candidatos que tenham manifestado interesse em participar da lista de espera do Prouni deverão comparecer às IES; e entregar a documentação pertinente para comprovação das informações prestadas; no momento da inscrição; para participação em eventual processo seletivo próprio da instituição, quando for o caso, no período de 19 a 22 de julho de 2019.

Maiores informações poderão ser conferidas no Edital Prouni 2019-2

Prouni: Quem pode participar?

Prouni: Quem pode participar do Programa Universidade para Todos; que oferece bolsas integrais e parciais em universidades, centros universitários e faculdades de iniciativa privada.

Prouni: Quem pode participar?

-Estudantes egressos do ensino médio da rede pública ou da rede particular na condição de bolsistas integrais da própria escola.

– Estudantes com deficiência.

– Professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica; integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

O que é o Prouni?

É um programa do Ministério da Educação, criado pelo Governo Federal em 2004, que oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de educação superior; em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

Critérios para Desempate Prouni 

De acordo com informações do MEC, estão abaixo os critério para desempate para concessão de bolsas do Prouni:

No caso de notas idênticas na média aritmética do Enem; o desempate entre os candidatos será determinado de acordo com a seguinte ordem de critérios:

I – maior nota na prova de redação;

II – maior nota na prova de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias;

III – maior nota na prova de Matemática e suas Tecnologias;

IV – maior nota na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias;

V – maior nota na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Bolsas Integrais e Parciais

O Prouni concede bolsas integrais e parciais, conforme descrição abaixo:

As bolsas integrais se destinam aos candidatos cuja renda familiar bruta mensal per capita não exceda R$ 1,5 salário mínimo.

As parciais são voltadas aos estudantes com renda familiar bruta mensal per capita inferior a três salários mínimos. Poderão ser requeridas até duas opções de instituição, local de oferta, curso, turno e tipo de bolsa pretendida.

Prouni: Cursos mais procurados

Prouni: Cursos mais procurados no sistema que oferece bolsas integrais e parciais em faculdades de iniciativa particular de ensino.

Prouni: Cursos mais procurados

Abaixo os cursos mais procurados nas últimas edições referentes ao Programa Universidade para Todos:

Cursos                     Inscrições

1-Direito                             268.864

2-Administração               268.041

3-Pedagogia                       180.020

4-Enfermagem                  165.578

5-Educação Física            160.052

6-Psicologia                       130.372

7-Ciências Contábeis       126.444

8-Fisioterapia                    106.288

9-Engenharia Civil           106.202

10-Serviço Social                83.525

Prouni: Critérios para Desempate 

De acordo com informações do MEC, estão abaixo os critério para desempate para concessão de bolsas do Prouni:

No caso de notas idênticas na média aritmética do Enem; o desempate entre os candidatos será determinado de acordo com a seguinte ordem de critérios:

I – maior nota na prova de redação;

II – maior nota na prova de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias;

III – maior nota na prova de Matemática e suas Tecnologias;

IV – maior nota na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias;

V – maior nota na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Prouni: Bolsas Integrais e Parciais

O Prouni concede bolsas integrais e parciais, conforme descrição abaixo:

As bolsas integrais se destinam aos candidatos cuja renda familiar bruta mensal per capita não exceda R$ 1,5 salário mínimo.

As parciais são voltadas aos estudantes com renda familiar bruta mensal per capita inferior a três salários mínimos. Poderão ser requeridas até duas opções de instituição, local de oferta, curso, turno e tipo de bolsa pretendida.

Prouni: Requisitos para a seleção

Os requisitos para requerer as bolsas do Prouni são:

-Ser brasileiro não portador de diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2017 e não tenham zerado a prova.

-Ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral;

-Possuir alguma deficiência;

-Ser professor da rede pública de ensino.

Prouni: Professores poderão ter acesso às bolsas do programa

Prouni: Professores poderão ter acesso às bolsas do programa, pois de acordo com informações do Ministério da Educação, os profissionais que já tenham concluído o ensino superior serão beneficiados com bolsas do Programa Universidade para Todos para fazer novos cursos de graduação em licenciatura.

Eles também não precisarão comprovar renda. Até então, a bolsa do Prouni era destinada somente para candidatos que ainda não tinham formação universitária; e possuíam renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. A medida faz parte da Política Nacional de Formação de Professores anunciada nesta quarta-feira, 18 de outubro.

Prouni Vagas ociosas

O objetivo do governo é tentar diminuir o índice de bolsas que não são preenchidas. Segundo a secretária do MEC, Maria Helena Guimarães de Castro, 36% das vagas de licenciatura do Prouni estão ociosas.

A secretária Maria Helena lembrou ainda que pesquisas indicam que a qualidade do professor é o fator que mais influencia na melhoria do aprendizado dos alunos, independente das desigualdades. “É a qualidade do professor que vai ajudar a melhorar a qualidade da educação.” Ela apresentou dados do censo que apontam que dos 2,1 milhões de professores que atuam na educação básica, só 1,6 milhão possui formação superior.

Residência pedagógica 2018

O MEC também afirmou que oferecerá 80 mil vagas para o Programa de Residência Pedagógica em 2018, anunciado pelo ministro Mendonça Filho em pronunciamento em rede nacional no domingo.

A residência é uma reformulação do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) já existente. Ele vai atender alunos de licenciatura a partir do terceiro ano de graduação.

Ensino à distância

Também faz parte da Política Nacional de Formação de Professores do governo federal a abertura de 250 mil vagas da programa Universidade Aberta do Brasil, que oferece ensino à distância. De acordo com o MEC, 75% das vagas será oferecida para formação de professores.

Prouni 2017-2: Prazo final inscrição vagas remanescentes

Prouni 2017-2: Prazo final inscrição vagas remanescentes referentes ao Programa Universidade para Todos; na próxima sexta-feira, 25 de agosto; para os candidatos que não estiverem matriculados em instituição de educação superior.

Vagas oferecidas Prouni

No total, são oferecidas 77 mil bolsas remanescentes das 147,4 mil ofertadas na chamada regular referente ao segundo semestre deste ano.

Estudantes matriculados

Para os estudantes que já estão matriculados em cursos superiores, o prazo final será 30 de outubro. As inscrições poderão ser feitas pelo site do Prouni.

Poderão se inscrever para as vagas remanescentes aqueles que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010 e obtiveram nota média igual ou superior a 450 pontos e superior a zero na redação.

Bolsas de estudo Prouni

O Prouni oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em faculdades privadas, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica.

Para concorrer à bolsa integral, o candidato deverá comprovar renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Para a bolsa parcial, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Critérios Prouni

De acordo com as normas da seleção, poderá concorrer ao benefício qualquer estudante que tenha prestado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010 e atingido nota média igual ou superior a 450 pontos, bem como pontuação superior a zero na redação.

A exceção a exigência do desempenho no Enem fica para os professores da rede pública de educação básica; no efetivo exercício do magistério e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública.

Além disso, eles também estão isentos dos critérios socioeconômicos: renda familiar de até 1,5 salário mínimo por pessoa para bolsas integrais e de no máximo 3 salários per capta para bolsas parciais (50%).

Dicas de Estudo Enem, Encceja e Vestibulares:

Acesse dicas de Redação para treinar sua escrita e argumentos.

Acesse outros vestibulares que estão disponíveis nas diversas Instituições públicas e privadas brasileiras.

Prouni: Transferência de bolsa será de acordo com a Instituição de Ensino

Prouni: Transferência de bolsa será de acordo com a Instituição de Ensino que estiver envolvida no processo de recebimento do candidato.

Prouni: Transferência de bolsa será de acordo com a Instituição de Ensino

Em ação movida na Justiça Federal de Lages, Santa Catarina; solicitando a transferência de uma bolsa do Programa Universidade para Todos (Prouni); o Desembargador Cândido Alfredo Silva Leal Júnior negou o pedido afirmando que “transferência da bolsa de estudos do Prouni é ato discricionário das instituições de ensino envolvidas”.

Significa que a decisão de aceitar ou não uma solicitação de transferência de bolsa do programa do governo federal é exclusiva e irrestrita da universidade; faculdade ou centro universitário; no qual o (a) estudante estiver matriculado e possuir o benefício refente ao Programa Universidade para Todos.

Essa decisão é de interesse de muitos alunos beneficiados pelo programa, que por inúmeros fatores ou imprevistos acabam precisando mudar de curso/cidade; acarretando na necessidade da alteração de instituição e consequente transferência da bolsa.

Saiba mais sobre o processo

O processo refere-se à uma aluna do curso de Odontologia de uma universidade particular de Lages; que pediu a troca da bolsa para o mesmo curso em uma instituição de Passo Fundo (RS).

A estudante alegou não ter condição financeira de se sustentar na cidade; e que a mudança proporcionaria a possibilidade de retornar a casa de seus pais, num município mais próximo.

O Conselho Universitário da instituição de Lages negou a transferência com a justificativa de que a aluna já tinha consciência da localização e das despesas antecipadamente; além de ter usado a vaga para se beneficiar em outra universidade.

Fonte: conjur.com.br

Acesse outros vestibulares que estão disponíveis na diversas Instituição de Ensino Superior brasileiras.

Conheça as Universidades e Institutos Federais de Educação que utilizam o Sisu para ingresso em seus diversos cursos.

Prouni 2017 resultado segunda chamada

Prouni 2017 resultado segunda chamada para os candidatos que se inscreveram no Programa Universidade para Todos neste primeiro semestre, já podem consultar os resultados da segunda chamada.

Prouni 2017 resultado segunda chamada

A lista dos pré-selecionados foi publicada na página do programa na internet nesta segunda-feira, 20. Os estudantes têm até sexta-feira, 24, para comprovar as informações prestadas durante a inscrição.

Conclusão do processo de seleção Prouni

Para concluir o processo de seleção, o candidato a bolsas de estudos deve apresentar, na instituição para a qual foi aprovado:

-Documentos originais de identificação (próprios e de membros da família);

-Comprovantes de residência, de conclusão do ensino médio, de rendimentos e, quando for o caso, de separação, divórcio ou morte dos pais;

-Pagamento de pensão alimentícia, de professor da educação básica e de deficiência.

A lista de documentos pode ser consultada on-line, na página do ProUni.

Ao receber a documentação do candidato, a instituição deve, obrigatoriamente, entregar o protocolo de recebimento. O MEC orienta ao estudante que fique atento, mesmo após todo o procedimento; já que o coordenador do programa na instituição pode exigir documentos adicionais caso julgue necessário.

Lista de Espera Prouni 2017

Quem não foi pré-selecionado e quiser participar da lista de espera tem os dias 7 e 8 de março para se manifestar. A relação dos participantes será divulgada no dia 10 do mesmo mês. Para esses candidatos, a comprovação das informações deverá ser realizada nos dias 13 e 14.

Balanço Prouni 2017 primeira edição

Nesta edição do ProUni teve 1.535.042 candidatos inscritos na primeira chamada. Como cada um pôde fazer duas opções de curso, o número de inscrições chegou a 2.976.550.

No total, foram ofertadas 214.242 bolsas em 13.521 cursos, distribuídos em 1.065 instituições de todo o Brasil. O número é o maior desde a criação do programa, em 2004, e representa crescimento de aproximadamente 5% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram oferecidas 203.602 bolsas. Este ano, foram registrados 7,16 candidatos por vaga.

O ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais (de 50%) em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

O resultado da segunda chamada pode ser consultado na página do ProUni na internet.

Fonte Ministério da Educação

Dicas de Estudo Enem 2017

Dicas de Estudo para Biologia;

Dicas de Estudo para Física;

Dicas de Estudo para Química;

Dicas de Estudo para Matemática;

Como se dar bem na Redação do Enem

Dicas para a Redação do Enem: clareza

Dicas para a Redação do Enem: coesão

Dicas para a Redação do Enem: concisão

Importância da correção gramatical

Importância da formalidade e uniformidade

Acesse Provas de outras edições do Enem para revisar seus estudos e garantir uma boa nota no Exame.

Acesse outros vestibulares que estão disponíveis para 2017.

Conheça as Universidades e Institutos Federais de Educação que utilizam o Sisu para ingresso em seus diversos cursos.